top of page

Como criar formulários web eficazes melhorando a experiência e aumentando a taxa de conversão

Atualizado: 16 de nov. de 2023





Melhore a experiência do usuário e obtenha mais respostas no seu formulário online com estas dicas eficazes de otimização e melhores práticas do nosso artigo!



As plataformas online para criá-los são intuitivas. Elas facilitam o envio dos instrumentos e permitem que você não dependa de uma conexão estável para preenchê-los. As melhores ferramentas, possuem, inclusive, versões mobile para isso, onde você pode coletar seus dados sem conexão com a internet.



No entanto, um grande desafio de quem faz uma pesquisa é aumentar o engajamento dos entrevistados. Mas se você quer entender um pouco mais sobre como criar formulários web otimizados, melhorar o engajamento e a taxa de retorno em suas pesquisas, você está no lugar certo.


Neste artigo, você vai aprender como oferecer uma experiência melhor para os seus usuários, tornando seus formulários mais acessíveis e atraentes. Acompanhe a seguir e conheça as melhores práticas de otimização, design de formulário e conversão.



Criando formulários web

Não sei se você também já percebeu, mas muitos formulários, com o qual nos deparamos por aí, possuem erros na forma com que as pessoas se apresentam aos seus usuários.


Quando você está trabalhando com formulários web, principalmente quando a pesquisa é online, é importante dar uma explicação para familiarizar os respondentes com o conteúdo que será encontrado nas próximas páginas.


Quando é o próprio pesquisador, que vai a campo coletar dados, isso também é importante. Essas orientações vão garantir que toda a equipe que estiver coletando os dados faça isso de forma padronizada e sem nenhuma dúvida. Afinal, elas podem levar a erros de interpretação que podem pôr em risco o andamento de todo o projeto.


Para evitar esses problemas, inicie seu formulário escolhendo um título, ou seja, dê um nome a ele. Inclua também uma mensagem de boas-vindas. Informe, de forma clara, do que se trata o estudo, quantas perguntas há na pesquisa e o tempo estimado de preenchimento. Seja cordial e breve ao fazer isso. Duas a três linhas já são suficientes.


Dando forma ao documento

Uma das grandes vantagens de usar plataformas online está na infinidade de recursos disponíveis que elas oferecem para criar um formulário. Você percebe isso ao definir os tipos de campos que irão compor o seu documento.


Diversos tipos de perguntas são colocados à sua disposição. Cada um deles é indicado para um objetivo específico, facilitando o preenchimento e análise dos dados. Você pode, por exemplo, inserir fotos, arquivos e prints de tela. Pode também, criar perguntas em escala, abertas, de múltipla escolha, escolha única, número, localização, entre outros formatos.


Esses recursos garantem mais interatividade para as pesquisas, mas facilitam, também, o preenchimento e a adição de outros documentos no seu formulário. Tarefas que exigem comprovantes de endereço são um exemplo disso.


Outro grande diferencial está nos campos com validação, como e-mail, telefone, CEP e CPF, que garantem que a pessoa irá inserir um valor válido. Outro facilitador, para quem precisa usar recursos de geolocalização no seu formulário, é a informação sobre as coordenadas geográficas do local do preenchimento.


Na plataforma digital isso é automático e não exige ação do usuário, além, é claro, de permitir a visualização em mapas interativos.


O texto das perguntas e respostas

Além da parte técnica (que, como você pode ver, é resolvida pela própria ferramenta com as funcionalidades oferecidas), você precisa ter um certo cuidado com o conteúdo das perguntas e respostas.


Deixar os respondentes na dúvida, ou ainda, tornar seu formulário maçante de se responder vai fazer com que os respondentes o abandonem rapidamente.


Use uma linguagem clara e acessível com palavras conhecidas. Não seja tendencioso, não faça perguntas invasivas e fique atento para não cometer erros de português.


Evite usar jargões ou gírias, quando for essencial explique-os (algumas ferramentas, inclusive, possuem um local próprio para auxiliar as questões). O mesmo vale para perguntas longas e difíceis.


Organizando o conteúdo e a aparência

Outro ponto fundamental para garantir um bom número de respondentes e ter qualidade nestas respostas está na organização e na aparência do documento.


Portanto, tome cuidado na hora de definir a sequência das questões e o layout dos formulários públicos. Agrupe as questões relacionadas, crie seções para organizar melhor o conteúdo, aproveite para passar novas informações, explicar a seção ou mesmo instruir o entrevistador. Dê ênfase, em negrito ou itálico, para destacar termos mais relevantes.


Utilize também quebras de páginas, evitando ter mais de três perguntas na mesma página. Questionários muito longos costumam cansar os respondentes e fazer com que eles larguem o formulário antes de concluir o preenchimento.


Fazendo testes e corrigindo erros

Um formulário web é utilizado para coletar e armazenar informações, e portanto, deve ser preciso nos seus resultados. Por isso, é importante realizar testes de usabilidade para validar e ajustar o formulário antes de começar a coleta real.


Leia todo o documento e revise cada questão. Compartilhe-o com outras pessoas (de preferência neutras e que não tenham tido nenhum contato com seu estudo) para que você possa entender as limitações do seu instrumento e avaliar a sua abordagem. Assim fica mais fácil e realista testar a UX (User Experience, ou Experiência do Usuário).


Você pode criar gráficos e fazer filtros rápidos na própria plataforma, para fisgar esses problemas enquanto seu teste ainda está em andamento. Use-os para entender a proporção de respostas do tipo “não sei” ou “outro”, de questões difíceis ou mal formuladas. Confira também a taxa de rejeição da sua pesquisa, bem como os comentários e apontamentos feitos pelos respondentes.


E lembre-se, depois de revisado, seu formulário deverá ser testado novamente. E de novo, e de novo… até que esteja redondinho para ser aplicado. Pode parecer uma tarefa exaustiva, mas, você vai ver que isso reduzirá o tempo entre a coleta e a disponibilidade dos dados para análise. Além disso, evitará a necessidade de alterar o formulário no meio de um estudo.


Esperamos que com esse post você consiga ter base suficiente para melhorar sua experiência com formulários web e aumentar o engajamento com seus entrevistados.


Se você gostou desse conteúdo e quer aplicar essas dicas, aproveite para conhecer melhor o Coletum ou fazer um teste grátis


Comments


bottom of page